CONTRAMÃO DO SISTEMA: Abril 2014

Pesquisa de Temas

terça-feira, 22 de abril de 2014

Sábado Aleluia - Alegria em meio a dor.


Geralmente fala-se pouco sobre o Sábado Aleluia, mas há muito o que se aprender com o que aconteceu no Sábado em que Cristo esteve ausente de seus discípulos.

Mas antes, por que  "Sábado Aleluia?"
O que significa "Aleluia"?  - Em hebraico - hallelujah.
Trata-se de uma palavra hebraica que significa “Louvai a Jah!” .
(Jah é abreviação de yahweh)
É uma aclamação alegre e vigorosa ao Criador, cujo nome é yahweh. 

Embora Jesus tivesse morrido na cruz, seus seguidores sabiam que aquilo era preciso para que os propósitos de Deus se cumprissem, por isso eles aclamavam o Cristo que venceu na cruz todo principado e potestade.

Por mais triste que tenha sido, e por mais que eles estivessem receosos quanto a atitude dos romanos após a morte do mestre, eles tinham motivo para louvar.
Sabedores dos benefícios que a morte de Cristo trouxe a humanidade, eles não tinha como não celebrar, superando o medo dos romanos.

Um feito como o da crucificação de Cristo não pode jamais deixar de ser louvado.
Louvar este feito não significa se alegrar pela morte de Cristo, mas pelos benefícios originados nela.


Entre muitas lições, destacamos uma neste texto, Vejamos:
O valor da comunhão.

Jesus valorizava a comunhão, uma prova disto é que antes de sua crucificação, foi orar no monte das oliveiras e foi acompanhado.
Mateus 26.36-38  - Em seguida, foi Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar; e, levando consigo a Pedro e aos dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se. Então, lhes disse: A minha alma está profundamente triste até à morte; ficai aqui e vigiai comigo.

Os discípulos não tendo mais a presença do mestre precisaram cultivar a comunhão entre si, aprender a valorizar a congregação, até porque; Jesus depois de ressuscitar voltaria para o pai.

Outro detalhe importante é que até aqui os discípulos não tinham recebido o Espírito Santo como depois de pentecostes, relatado em Atos 2logo, só tinham a companhia um do outro.

João 20.19 - Ao cair da tarde daquele dia, o primeiro da semana, trancadas as portas da casa onde estavam os discípulos com medo dos judeus, veio Jesus, pôs-se no meio e disse-lhes: Paz seja convosco!

Após sua ressurreição Jesus não visitou os seus discípulos um a um, mas na casa onde estavam reunidos,valorizando assim a comunhão que ali estava sendo cultivada.

Por mais que eles estivessem com medo, eles se uniram, isso aponta para o que devemos fazer quando estamos diante de situações difíceis: Buscar comunhão com aqueles que tem "o mesmo espírito" que nós. 

Nos dias de hoje, após o derramamento do Espírito Santo sobre toda carne, para os que o receberam, porque não dizer: "o mesmo Espírito"?

Isolamento é um suicídio lento.

Jesus se manifestou repentinamente, dentro da casa onde os discípulos estavam, e os encontrou juntos, ali comeu e bebeu com eles, e espiritualmente os alimentou também.

Até Tomé foi presenteado, com a manifestação de Cristo embora tenha duvidado.

O intervalo entre a morte e a ressurreição de Cristo, serviu para estimular nos discípulos o prazer de congregar, de estar em comunhão. E isso deve ser praticado por nós também hoje.

Embora tenhamos em nós o Espírito Santo, não podemos descartar a congregação.

Ter o Espírito Santo não nos exime da necessidade de congregar, pelo contrário, nos incetiva a isso, basta nos atentarmos para o fato de que o Espírito Santo foi derramado num momento de comunhão, de congregação. Ora, se Deus não quisesse que congregássemos, não teria presenteado aquela congregação com uma dádiva tão grande como a descida do Espírito Santo.

Infelizmente, muitos acham que por terem o Espírito Santo, se tornou desnecessário frequentar uma igreja, ouvir um pastor, já que também têm o Espírito Santo, mas não é isso que  a bíblia aconselha, devemos sim ser cautelosos antes de entrarmos em comunhão com alguma congregação.

Veja algumas observações que são sábias que façamos antes de entrarmos em comunhão com uma congregação:

Quem é o centro das atenções ali ?
João 15.26 "Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim".
Uma igreja que tem o Espírito da verdade atrai toda a atenção para Cristo, e não para seus líderes. Uma igreja onde a atenção do povo é direcionado para homens e não para Cristo., definitivamente não é o lugar certo para congregar.

Dedicação ao estudo da Bíblia.
João 5.39  
"Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim".
Uma igreja que não gasta tempo examinando as escrituras, não tem condição alguma de falar de Cristo, ou de ser sua testemunha.


O que é praticado ali é praticado em nome de quem ? E testifica a respeito de quem ?
João 10.25  
"Respondeu-lhes Jesus: Já vô-lo disse, e não credes. As obras que eu faço em nome de meu Pai testificam a meu respeito".
O que é praticado em uma congregação tem de ser feito em nome de Deus, ou seja, Deus tem de ter ordenado, respaldado aquilo, do contrário a prática desta congregação não tem o aval divino.
O que é praticado em uma congregação precisa ter Cristo como referência, dar testemunho dele, precisa ser o que ele faria em nosso lugar.
São muitos os absurdos que vemos acontecer dentro das igrejas, como decorebas de jargões religiosos que não condizem com as escrituras, supostas manifestações do Espírito que não servem para nada além de ridicularizar o evangelho, alianças políticas, e vários outros abusos contra a ordem e decência cristã e civil.
Não se espante, mas há igrejas furtam energia elétrica com os chamados "gatos", uma congregação faça isso, não está condizente com as verdades do evangelho.

O responsável pela congregação realmente teve um encontro com Deus ?
João 1.34  
"Pois eu, de fato, vi e tenho testificado que ele é o Filho de Deus".
Uma congregação onde seu líder não tenha vivido um verdadeiro encontro com Deus, não tem condição de pastorear ninguém. Infelizmente existem pastores que apesar do título eclesiástico não mudaram de vida, são "carnais", portanto sem condições de orientar espiritualmente a quem quer que seja.

Como é a convivência entre os irmãos da congregação?
1 Tessalonicenses 4.6  
 ..." ninguém ofenda nem defraude a seu irmão; porque o Senhor, contra todas estas coisas, como antes vos avisamos e testificamos claramente, é o vingador".
Uma congregação onde há disputa de cargos, briga por oportunidades, um querendo expor os "podres" do outro, um querendo bancar o santo as custas do erro de outro e etc. Deve evitado quando o que se busca é comunhão. 

Com base nestas passagens bíblicas entre tantas outras, podemos nos certificar de estarmos congregando no lugar certo.

É importante frisar que cada igreja tem uma visão, por assim dizer, e os que fazem parte de qualquer uma delas, deve buscar comunhão entre seu irmãos em cristo em sua igreja, embora isso não impeça o contato ou comunhão com pessoas de outras igrejas, é sábio cada um seguir os ensinamentos de sua própria congregação tendo as escrituras sagradas como regra absoluta de fé.

Existem coisas que só vão acontecer na congregação, no momento da comunhão.

É claro que Deus pode ouvir e atender uma pessoa só, em seu lar por exemplo, visto que também somos orientados a orar ao pai em secreto, conforme Mateus 6.6
"Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará" .

Sendo assim podemos afirmar também que existem coisas que Deus poderá fazer em secreto por alguém, em particular, e outras coisas que ele só fará na congregação.

E por quê ?

Porque na na congregação, em comunhão, Deus nivela a todos igualmente, ninguém fica por baixo, todos recebem o mesmo alimento, a graça que alcança a um; alcança a todos.
Quando você é abençoado na congregação os demais compartilham, testificam o que Deus fez., serve para a edificação de todos, logo de uma forma ou outra todos são abençoados.
Quanto mais "lenha na fogueira" maior o calor, melhor é pra chorar com os que choram, e sorrir com que sorriem
Se você está congregando, em comunhão com os demais, sempre terá alguém para lhe aconselhar, amparar, conforme Eclesiastes 4.9 - 10 
"Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante".


Receba aviso de postagens por e-Mail

Assuntos