CONTRAMÃO DO SISTEMA: Maio 2009

Pesquisa de Temas

sábado, 2 de maio de 2009

Um vírus no futuro



Lamentações 3 :21 Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.


           Trazemos na memória muitas lembranças, elas são verdadeiras agentes do passado, que podem trazer esperança, ou comprometer o futuro como um verdadeiro vírus.
Nossa memória pode ser um ventre gestando um futuro promissor, ou um hospedeiro encubando um vírus letal.
O que nos trás esperança, é como um embrião de um futuro brilhante, o que não nos trás esperança, é como um vírus. Por isso, o que não nos trás esperança, deve ser apagado de nossas memórias.
Guardar lembranças que trazem esperança, não significa apegar-se ao passado, pois esperança aponta para o futuro. Devemos nos lembrar de tudo que nos impulsiona para frente, e não das coisas que nos fazem parar, ou voltar atrás.
Muitas pessoas vivem atreladas ao passado, e por isso vivendo as mesmas coisas, cometendo os mesmos erros, sofrendo das mesmas dores, pois carregam em suas memórias lembranças que nada mais que saudades, , apenas registros do passado que não trazem nenhuma expectativa.

Ex: O povo de Israel quando na saída do Egito, caminhou vários anos pelo deserto, portanto, tinha muitas lembranças, algumas que deveriam ser apagadas, e outras das quais deveriam lembrar-se.
No deserto não lhes faltou providências: Deus lhes enviou maná para saciar-lhes a fome, fez brotar água da rocha para saciar-lhes a sede, os guiou pelo caminho, durante o dia uma nuvem servia de proteção do sol, e a noite, uma nuvem de fogo iluminava o caminho, e afugentava os animais noturnos do deserto, e etc.
Todavia, também tinham entre suas lembranças, sua própria idolatria, rebeldia, apostasia e etc. Eles lembravam-se do Egito e tinham vontade de voltar para lá menosprezando o agir de Deus,
eles tinham saudade até das cebolas do Egito, e por causa delas blasfemavam contra Deus.
Definitivamente, essas cebolas não lhes trazia nenhuma esperança! Pelo contrário só prejudicou suas vidas, e contaminou o povo, de forma que os infectados não chegaram a terra prometida.

Você tem saudade das cebola do Egito?

Muitos querem honrar as memórias dos grandes homens de Deus, que já passaram por suas vidas, porém, fazendo o oposto do que eles fizeram. Estes grandes homens abriram estradas a base da foice, para o futuro. Hoje muitos dos que dizem querer honrá-los, trilham realmente o mesmo caminho, entretanto, no sentido contrário.

O tempo que deveríamos usar abrindo novas estradas para o futuro, gastamos voltando para o passado, para a estaca zero, atrapalhando o fluxo, batendo cabeça, e o que é pior contaminando as pessoas a nossa volta, levando-as ao mesmo erro. Assim como o povo influenciou Arão a pecar contra Deus construindo um bezero de ouro para ser seu deus, o deus de muitos ficou lá no passado, não é o mesmo ontem hoje e sempre como verdadeiro Deus.

A natureza ensina-nos uma grande lição: As ondas do mar levantam-se com grande impetuosidade, as vezes são verdadeiras "Tsunamis", mas, não prevalecem, a praia quebra o seu orgulho - Arrebentação- E as ondas que já quebraram, voltam chocando-se com as que estão indo.
Já as ondas dos rios, só teem apenas um sentido, um fluxo constante. As ondas do mar vivem arrebentando-se, as águas dos rios vivem fluindo continuamente. As águas dos rios rumam sempre em frente, seu destino é o futuro! Já as águas do mar vem e vão da praia, seu destino é a arrebentação.



A mesma água que arrasta o lixo ( Lembranças que não nos trazem esperança) da praia e leva consigo, depois o trás de volta. Por isso, é que os Bem-Aventurados estão plantados a beira de ribeiros e não de praias.
Salmos 1:3 _Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.


Imaginem se a fonte de um rio fosse infectada, ela levaria esse vírus consigo e contaminaria todas as águas com que se misturasse.

Cuide para que sua memória não hospede vírus que comprometa o seu futuro, e o futuro do mundo, leve na memória somente aquilo que trás esperança, viva na expectativa e não no saudosismo, pois o melhor de Deus não está no passado, mas estápor vir.




Receba aviso de postagens por e-Mail

Assuntos