CONTRAMÃO DO SISTEMA: Pão e Circo, Assistencialismo e COPA

Pesquisa de Temas

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Pão e Circo, Assistencialismo e COPA





Segundo os jornais, faltando um dia para o início da Copa do Mundo no Brasil, apenas 51,7% das obras de mobilidade urbana e aeroportos nas cidades-sede foram entregues, dos 45 projetos inaugurados, 15 estão incompletos por causa de atrasos e cancelamentos.
Das 74 obras de mobilidade e das 13 em aeroportos, 32 foram descartadas para a Copa e devem ficar prontas somente após o término da competição. A inauguração de outras dez deve acontecer até quinta-feira (12/06) ou pra vergonha do governo, durante os jogos, segundo os gestores.
a Fifa dá conta de que houve uma queda no sistema de som do estádio Beira-Rio em Porto Alegre.

Segundo o Ministério das Cidades, desde 2007 o governo da Dona Dilma destinou R$ 143 bilhões para investimentos em mobilidade, sendo que R$ 102 bilhões (71,3%) são para obras nas cidades-sede do Mundial. A responsabilidade da execução é dos governo estaduais e municipais.

Entre as muitas "justificativas" apontadas para o atraso ou cancelamento dos projetos estão burocracia, imprevistos, disputas judiciais sobre desapropriações, modificação nos planejamentos iniciais e problemas com empresas contratadas, entre outros. Não foram citadas as disputas e joguetes politiqueiros, que obviamente levaram a essa vergonha mundial.

A presidenta tanto fez junto ao PT que conseguiu trazer a COPA para o Brasil, e para quê? Para passar vergonha!

Não há um país decente ao redor dos estádios, enchentes estão destruindo cidades enquanto os jogos acontecem, o pais está dividido. O problema não é a COPA, é a má administração, a precipitação do governo em forçar a barra para sediar o evento sem ao menos ter competência para cuidar dos mínimos interesses da população.
Se a presidenta teve intenção de conquistar a simpatia do povo e garantir sua reeleição, o tiro pode sair pela culatra.
O assistencialismo é considerado por muitos um avanço para o Brasil, bolsa família, cheque cidadão, auxílio gás e outros, e a brasileirada vibra! Agora para calar a boca, a COPA, como pão e circo entre os Romanos.

A COPA não deixou de acontecer, mas o povo não deixou de protestar, a insatisfação de boa parte do povo brasileiro está evidente para todo o mundo, não há como maquiar isso, a desigualdade em nosso país é ainda mais visível nesse instante, por mais que ocorram problemas em qualquer lugar que sedie a COPA, aqui no Brasil é vergonhosa a falta de preparo, já que não faltou dinheiro, não para as construções, faltou sim para vários outros setores da sociedade.

Os superfaturamentos deram conta de enxugar as reservas que poderiam cuidar do resto país, e quando a COPA acabar, o que vai sobrar, o mesmo que sobrou do PAN ?

O Brasil virou um grande canteiro de obras, que muito provavelmente terão de ser refeitas após a COPA, tempo não faltou, mas a corja política do nosso país não conseguiu entrar em acordo na roubalheira a tempo.

O pior é reeleger a Dilma por gratidão pela COPA e seu legado. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba aviso de postagens por e-Mail

Assuntos